Overtraining e Síndrome de Burnout: Diferenças e Similaridades

Overtraining e Síndrome de Burnout: Diferenças e Similaridades

A síndrome de BURNOUT conhecida como uma síndrome do esgotamento é um processo que começa aos poucos com stress por tempo prolongado. O ESPORTE é considerado uma profissão de risco para essa síndrome, porque exige um envolvimento pessoal, intenso e direto. As principais características são stress crônico e tensão emocional resultante de trabalho, de desgaste físico e psicológico. ⠀

Nesse contexto, a exaustão, falta de motivação e frustração são constantes e bastante presentes, principalmente em atletas de alta performance. Geralmente, as pessoas mais apaixonadas pelo que fazem são mais suscetíveis ao Burnout, pois não reconhecem o próprio cansaço e ,por vezes, ultrapassam seus limites em busca de uma exigência cada vez maior de resultados.

Também é possível que ocorra em qualquer profissão onde o desgaste físico e psicológico são exacerbados, podendo algumas serem mais propensas do que outras, como: professores, bancários, médicos, empresários, atendentes de telemarketing, entre outras. ⠀⠀
Já o OVERTRAINING caracteriza-se por uma perda significativa de desempenho devido a uma fadiga intensa. O atleta não consegue se recuperar entre um treino e outro, chegando ao ponto de não completar, ou não conseguir iniciar seu ciclo de treinos. ⠀

Leia também: TDAH – Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

O Overtrainig também apresenta um desgaste físico e emocional, mas o comprometimento é maior nas respostas fisiológicas, psicomotoras e até na libido, sendo assim mais prejudicial para o contexto da parte FÍSICA. O overtraining leva a um VÍCIO NEGATIVO nos esportes com consequências psicológicas e físicas, podendo causar danos cerebrais e/ou falência múltipla dos órgãos (morte).

Para a prevenção dessas síndromes são utilizadas estratégias de redução do stress, engajamento em outras atividades além das físicas, estímulo ao AUTOCONHECIMENTO, respeito a limites e cansaços (físico e emocional).

Nos casos mais graves e onde se instauraram tais processos, é necessário um cuidado multiprofissional, buscando uma visualização guiada, relaxamento progressivo, periodização adequada dos treinos entre outras técnicas objetivando o tratamento e o respeito ao próprio corpo.

Até a próxima! Terapia muda a vida.

Overtraining e Síndrome de Burnout: Diferenças e Similaridades
4 (80%) 5 votes

Faça um comentário:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu Nome