Perigo nas festas juninas: cuidado com as crianças e as mãos

0
227

Estamos em um período do ano em que se comemora por todo o Brasil as festas Juninas. Uma tradição antiga, que existe desde a idade média em que durante a Cristianização a fogueira passou a ser um dos elementos da festa de São João Batista, para comemorar o solstício de verão.

Apesar da beleza das músicas, danças e comidas típicas, nesses eventos é tradicional, para não dizer obrigatório, a presença de fogueiras e fogos de artifício de baixa e alta periculosidade.

De acordo com informação do Conselho Federal de Medicina (CFM), em um estudo realizado entre os anos de 2008 e 2016, ocorreram 4577 internações por queimaduras causados por fogos de artifício e, nos últimos 10 anos, foram 100 óbitos causados pela gravidade das lesões, sendo 18 mortes ocorridas somente no ano de 2015.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM), 70% dos casos de queimaduras no Brasil são causadas por fogos de artifício e, desse total 10% apresentam amputações de membros, principalmente mão e dedos, causando um prejuízo funcional, laborativo (no trabalho) e social para o paciente sem precedentes.

Sendo assim, seguem algumas dicas para evitarmos acidentes, em maior ou menor proporção, ao participarmos das festas Juninas e Julinas:

  • Nunca deixar crianças manusearem e ou ficarem próximas de fogueira e dos fogos de artifício;
  • Manter uma distância mínima de 30 a 50 metros para a explosão dos fogos;
  • Acender a fogueira longe da energia elétrica;
  • Nunca reacender foguetes que falharam na primeira tentativa;
  • Nunca segurar fogos de artifício diretamente com as mãos;
  • Acender 01 foguete de cada vez e não colocar mais pólvora para aumentar o poder da explosão;
  • Contratar uma equipe treinada e habilitada para shows de pirotecnia.

Cuidados importantes em caso de acidentes graves

Quando estivermos na presença de uma pessoa com queimadura por fogos de artifício devemos lavar o local afetado com água corrente e, em caso de amputação, colocar a parte amputada em um saco plástico e, depois em um recipiente com gelo, procurando, em seguida, um serviço hospitalar mais próximo.

Nunca colocar creme, manteiga ou outro produto qualquer na área queimada ou amputada devido ao alto risco de infecção nesses locais.

Vamos aproveitar as festas de São João com alegria, diversão, mas com muita responsabilidade.

Cuide das suas mãos!

 

Perigo nas festas juninas: cuidado com as crianças e as mãos
Avalie nosso conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu Nome