Com mais de 10 mil Startup no Brasil, o Ponto de Saúde foi mencionado pela McKinsey em um evento no Vale do Silício. O Evento, Brazil Silicon Valley Conference, integra ecossistemas mundiais para troca de conhecimento sobre inovação e empreendedorismo e contou com participação dos maiores empresários do Brasil, como Jorge Paulo Lemman, David Vélez e Julio Vasconcellos.

A McKinsey é uma empresa americana reconhecida por ser líder mundial no mercado de consultoria empresarial, publicou na semana passada um relatório abrangente sobre tendências e fatos para investidores, instituições públicas e privadas, empresários, executivos, estudantes e pessoas com experiência digital.

Para nós do Ponto de Saúde, ser mencionado em um estudo de tamanha importância em um dos eventos de tecnologia mais importantes do mundo é motivo de orgulho e o reconhecimento de que estamos no caminho certo. Fica aqui registrado o agradecimento a toda a nossa equipe e aos clientes e parceiros que confiam no nosso trabalho. Obrigado!

O relatório avaliou não apenas as startups em crescimento mas todo o cenário macroeconomico do brasil, mapeando tendências de crescimento do mercado digital nos próximos anos.

Alguns dados relevantes apresentados:

  • O sistema de saúde brasileiro ainda não atende aos padrões da OMS, embora a mortalidade e outras métricas tenham melhorado significativamente. O Brasil ainda está em áreas como registros eletrônicos, com apenas 23% das unidades de saúde usando prontuários eletrônicos e 45% ainda totalmente em papel. Cerca de 300 startups brasileiras já enfrentaram o desafio e estão impulsionando a agenda de inovação digital no setor de saúde.
  • O ecossistema global de startups do Brasil está crescendo em um ritmo acelerado, com mais de 10.000 startups
  • Mais de 2/3 dos brasileiros têm smartphones e gastam em média 9 horas conectados à Internet todos os dias (contra 6 horas nos EUA), um dos mais altos do mundo.

Perfil dos brasileiros na internet

  • De acordo com o Brazil Digital Report, o típico usuário de internet no Brasil está no meio urbano, tem menos de 45 anos, está entre as classes A e C e acessa a internet via dispositivos móveis.

Falta de inovação no mercado digital brasileiro

  • No Japão um registro de patente leva um ano para ser aprovado, no Brasil, a espera, em média, é de 14 anos. Consequentemente, em 2016, o país registrou somente sete patentes, contra 456 dos japoneses.

E-commerce pouco desenvolvido

  • Um segmento de negócios digitais pouco desenvolvido no Brasil é o comércio eletrônico. Somente 6% das vendas no país são realizadas por e-commerce, enquanto esse valor já é de 12% nos Estados Unidos e de 20% na China.

Baixe o relatório completo:

Brazil Digital Report (Página 97)

 

Uma parte do time do Ponto de Saúde

 

Assista os comentários do nosso CEO, Eduardo Pires, sobre o relatório:

Ponto de Saúde no radar internacional de Startups – McKinsey
5 (100%) 1 vote

Faça um comentário:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu Nome