Um antigo golpe volta a fazer vítimas em várias partes do país, inclusive na Região Sul Fluminense e, principalmente, em Volta Redonda – RJ. Em sua maioria, o alvo são os médicos, por isso você precisa ficar atento. Há registro de pessoas enganadas pelos criminosos há mais de cinco anos, mas, infelizmente, pouco foi feito para a solução do problema.

Tudo começa com uma ligação para o seu consultório, inicialmente algum potencial paciente. Esse é o momento da coleta de informações, aproveitam para conseguir o máximo de dados possível, inclusive o nome de quem o atendeu. Alguns dias depois, o tormento começa. Outro membro do grupo faz nova ligação e afirma ser funcionário de uma assessoria de cobrança de crédito.

O estelionatário informa, por telefone, que você será protestado por ter deixado de pagar uma dívida e que, por isso, vai entrar para a lista de devedores. Para deixar a situação ainda mais desesperadora, afirma que a vítima pode ter seus bens penhorados caso não regularize a situação.

Os membros da quadrilha afirmam que a dívida é fruto de contrato feito por publicidade e divulgação de serviços.

No momento da ligação, a pessoa tenta negociar o valor da dívida com a vítima e, quando chegam a um acordo, logo emite e encaminha o boleto para o pagamento. Nesse momento, muitas pessoas pagam a quantia acordada para se virem livres da dívida, que, geralmente, não ultrapassam R$ 2 mil reais.

Um dos grandes problemas desse golpe é que o grupo, ao entrar em contato com a vítima, informa o cartório para onde o título foi enviado, com o nome do tabelião e o endereço corretos, e passa um número falso de telefone para a vítima entrar em contato. Por isso tantas pessoas têm perdido dinheiro a partir dessa abordagem.

Só o 1º Cartório de Títulos de São Paulo recebe, em média, cem ligações por mês de vítimas do golpe do protesto de título. Para piorar a situação da vítima, os criminosos, segundo relato de alguns profissionais que foram abordados, são conhecedores da área jurídica e, até por isso, passam muita credibilidade ao longo de toda a conversa.

Fique atento a alguns detalhes importantes, para evitar que aconteça com você:

  • Os cartórios nunca entram em contato por telefone ou e-mail;
  • Para fazer cobranças, o cartório intima o devedor por meio de um mensageiro próprio, carta registrada e, em caso de não ser localizado, o comunicado é feito em edital;
  • Antes de fazer qualquer pagamento para cartórios ou assessorias de crédito, entre em contato com a empresa que está, supostamente, executando a dívida para verificar a veracidade dos fatos;

Caso haja suspeita de golpe, tente conseguir o máximo de informações possível com os estelionatários e faça um boletim de ocorrência com a Polícia Civil Assim, você estará colaborando para que outros profissionais da saúde também não se tornem vítimas do golpe do falso protesto.

 

Quadrilha de Estelionatários aterroriza Clínicas e Profissionais de Saúde de Volta Redonda – RJ, no golpe do falso protesto
5 (100%) 2 votes

Faça um comentário:

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu Nome